FIGURAS ILUSTRES

Paulo Gustavo Caratão Soromenho (1912-1985)
  Professor, etnólogo, historiador e linguista português, nascido em Lisboa (S. Miguel de Alfama) em 16 de Novembro de 1912, onde faleceu em 14 de Janeiro de 1985. Licenciado em Filologia Germânica pela Universidade de Lisboa (1937). Foi afastado do ensino público pelo Estado Novo no seguimento da sua adesão ao Movimento de Unidade Democrática (1945).

Exerceu o magistério em estabelecimentos particulares, de que foi proprietário (Colégio Insulano, Externato Latino Coelho) e Director (Ateneu Comercial de Lisboa), entre outros. Reintegrado na Função Pública após a revolução de 1974, culminou a sua carreira pedagógica como Professor do Ensino Superior e Investigador de Antropologia Cultural da Faculdade de Letras de Lisboa.

Fundador e dirigente do Sindicato Nacional de Professores (1939/74 ) que representou no IV Plano de Fomento. Organizador da 1ª. Conferência Nacional do Ensino Superior (1984). Discípulo e testamenteiro de Leite de Vasconcelos, coordenou a publicação da obra fundamental do seu mestre, "Etnografia Portuguesa", em colaboração com sua mulher a etnóloga Dr.ª Alda da Silva Soromenho. "Contos Populares e Lendas", publicados pelo Instituto Nacional de Investigação Científica‚ é a tese mais representativa de todo o trabalho de recolha, classificação e análise da cultura tradicional levado a cabo por Soromenho conjuntamente com sua mulher.

Como historiador relevam-se na sua obra os estudos olisipográficos. Assinou mais de 1500 artigos em cerca de 60 publicações periódicas, tendo sido crítico literário único da Sociedade de Língua Portuguesa, director da revista Olisipo e do Boletim da Academia Portuguesa de Ex-Libris. Em 1971 indiciou o achado de arte rupestre nas margens do Tejo a partir de vestígios que encontrou no Fratel, Concelho de Vila Velha de Ródão.

Fundador do Grupo dos Amigos de Olivença (1938) do qual foi presidente. Presidente da Assembleia Geral do Grupo dos Amigos de Lisboa;
Presidente da Academia Portuguesa de Ex-Libris; Vice Presidente da Sociedade de Língua Portuguesa; Sócio Honorário da Sociedade Histórica da Independência de Portugal; Sócio Efectivo do Centro Nacional de Cultura; dirigente da Sociedade de Tiro; etc.
Da sua vasta Bibliografia destacamos:

Eça de Queirós e a Literatura Inglesa (1937) ;
Frei Lucas de Santa Catherina (1937);
Two Steps Forward (1948);
Etnografia Portuguesa de Leite de Vasconcelos, vol. IV a vol. X (entre 1958 e 1985);
A Organização da Sociedade segundo os Contos populares (1960);
Romanceiro português, vol. II (1960);
O Padre António Vieira e a sua época (1961);
Contos Populares e Lendas (1964 e 1969);
Lendário Rodanense (1965);
Caminhadas Lisboetas de Gil Vicente (1966);
O Dr. Leite de Vasconcelos e a Etnografia Portuguesa (1966);
Camões em Lisboa (1972);
Arte Rupestre Tagana (1972);
D. Nuno em Lisboa (1973);
Respigos Camonianos (1974);
Lendário Camoniano (1980);
Estudo sobre a Evolução do Charadismo (1980);
Roteiro Fraseológico de Lisboa (1981);
Temas Lisboetas (1981);
Classificação das Entidades Míticas (1981);
Temas Camonianos (1981);
Lembranças de Lisboa (1982);
Da Importância dos Contos Populares (1983).


 

Copyright © 2003 Grupo dos Amigos de Olivença Política de Privacidade